Instituto Adolfo Lutz

A A A Tamanho do texto

Núcleo de Meningites, Pneumonias e Infecções Pneumocócicas

O NMPI do Centro de Bacteriologia do Instituto Adolfo Lutz atua como laboratório de referência em nível estadual e nacional para meningites e infecções pneumocócicas. Dentre suas atribuições como laboratório de saúde pública participa das ações do Programa Nacional de Meningites e Infecções Pneumocócicas junto ao Ministério da Saúde.

Como função técnica, o NMPI padroniza ensaios bacteriológicos clássicos e moleculares para diagnóstico, os quais são repassados aos LACENs e a outros laboratórios, públicos e privados, por meio de estágios, consultorias, cursos e manuais técnicos. O NMPI realiza exames de maior complexidade como teste de suscetibilidade aos antimicrobianos; caracterização antigênica (sorogrupos e sorotipos) de Neisseria meningitidis, Streptococcus pneumoniae e Haemophilus influenzae; identificação molecular de linhagens genética ou clones, em cepas isoladas de surtos ou de casos isolados. As informações geradas pelo NMPI, decorrentes da vigilância com base laboratorial e do monitoramento das características dos patógenos citados, têm sido fundamentais nas decisões de introdução das vacinas conjugadas para H. influenzae, N. meningitis e S. pneumoniae, pelo Programa Nacional de Imunização, corroborando também em estudos de avaliação do impacto dessas vacinas.

O NMPI atua como laboratório sub-regional de referência pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS-OMS, Washington DC, EUA), para os agentes bacterianos causadores de pneumonias e meningites pelo SIREVA II (OPAS). Na rede latino-americana SIREVA II, o NMPI executa painéis de Avaliações Externa da Qualidade (AEQ) para os 20 países integrantes da rede de trabalho. Em 2013, o NMPI passou a integrar a rede de AEQ dos laboratórios de referência da Organização Mundial da Saúde, Genebra, para as Doenças Bacterianas Invasivas Preveníveis por Vacina (IBVPD Technical Working Group).

O NMPI trabalha segundo as normas internacionais de biossegurança no manejo e descarte de amostras biológicas.

O NMPI também tem papel importante na confirmação de casos ou comunicantes de Difteria.

O NMPI participa em Investigações Epidemiológicas para elucidação de surtos de infecção hospitalar por enterococos através da caracterização fenotípica, genotípica e perfil de suscetibilidade aos antimicrobianos, visando principalmente a detecção de enterococos resistentes à vancomicina (VRE).

A equipe é constituída por cinco pesquisadores e oito técnicos altamente capacitados, os quais respondem às demandas de saúde pública em sua área de atuação, além de realizar pesquisa na caracterização fenotípica e molecular dos principais agentes das meningites e pneumonias.

 

Diretora: Dra. Maria Cristina de Cunto Brandileone

Contato do Núcleo: (11) 3068-2894

E-mail: brandi@ial.sp.gov.br

Comunicar Erro




Enviar por E-mail






Colabore


Obrigado